NUK


NUK. Understandig Life.

Tudo o que precisa saber sobre o parto

Como sei que estou a ter contrações, que tipo de parto é o mais adequado para mim, quem me vai ajudar? Leia algumas respostas que a ajudarão com o parto.

Preparar o nascimento. O que posso fazer para preparar o nascimento do meu bebé?

As aulas de preparação para o parto podem ser uma grande ajuda e pode frequentar as mesmas a partir da 20º semana de gestação. O foco está mais em preparar-se física e mentalmente para o grande evento, do que formação para o parto em si. Vai aprender como respirar corretamente durante as contrações e algumas técnicas para lidar com as alterações que vai verificar no seu corpo. Pode falar com médicos ou parteiras experientes que a ajudarão a ultrapassar incertezas e receios que possa ter. O seu parceiro também pode ir à maioria das aulas.

As fases iniciais do parto. Como saberei que chegou a hora?

Os sinais de que está a entrar em trabalho de parto incluem o romper das águas, o sangramento e as contrações regulares. Se as contrações continuarem ao longo de uma hora, com intervalos regulares de entre cinco a dez minutos, é hora de ir para o hospital ou maternidade,

O parto. O que acontece durante o parto?

O parto pode ser dividido em três fases. A primeira fase é geralmente a mais demorada e é quando se abre o orifício do útero em toda a sua extensão. As contrações são fracas, com longos intervalos entre elas. A segunda fase do trabalho de parto dá-se com o tão esperado evento - o seu bebé nasce. A fase final do trabalho de parto dura até a placenta ser retirada juntamente com o cordão umbilical. Depois, pode finalmente descansar e gozar as alegrias da maternidade.

O alívio da dor durante o parto

Todos sabemos que o parto pode ser doloroso - mesmo extremamente doloroso. Tal dor depende muito do tipo de parto e do limiar de dor da mãe. Sabemos, no entanto, que um conhecimento exato do processo de parto ajuda a reduzir a dor. Sugerimos que aprenda em tempo útil os vários tratamentos disponíveis durante o parto. A dor pode ser aliviada com tratamentos homeopáticos, técnicas de relaxamento e acupuntura, ou através de analgésicos injetáveis e anestesia epidural. Qualquer que seja o tratamento escolhido certifique-se que os seus desejos são levados a sério - quer pretenda avançar sem analgésicos, quer pretenda um parto com o mínimo possível de dor desde o início.

Escolher o local de nascimento

O parto é um acontecimento individual, que é influenciado por uma série de fatores - incluindo o local de nascimento. Leve o tempo necessário para encontrar o lugar certo para si. Pergunte sobre as opções de parto e várias ajudas disponíveis, como a cadeira de parto, partos na água, os tipos de cesariana usados, amamentação disponível após o nascimento, bem como os cuidados no puerpério. Regra geral, pode escolher entre um parto em casa, num ambiente familiar, uma maternidade ou um parto hospitalar. Esta última é a melhor opção no caso de complicações durante a gravidez ou para nascimentos múltiplos.

A primeira refeição do bebé após o nascimento

O reflexo de sucção e deglutição do bebé recém-nascido atinge o seu pico até duas horas após o seu nascimento. Se o segurar nos seus braços, o sentido de cheiro do bebé vai ajudá-lo a encontrar o seu peito. Chorar também ajuda. Ele liberta hormonas que são essenciais para a amamentação. Medo e stress pode dificultar a amamentação tanto para a mãe como para o bebé. Daí que seja essencial conhecer bem o processo de uma boa amamentação. Na maioria dos hospitais o aconselhamento sobre amamentação já faz parte integrante do cuidado no puerpério. Mesmo que não consiga amamentar de imediato, a experiência mostra que praticamente todas as mães podem amamentar. Portanto não se preocupe.

Compreender o seu bebé

O seu recém-nascido é um indivíduo. Ele vai espernear, chorar, dormir e estar com fome quando bem lhe apetecer e durante quanto tempo lhe apetecer. Afim de criar um forte vínculo com o seu bebé, é importante que mãe e filho comecem a conhecer-se um ao outro desde cedo. A melhor maneira de fazer isto, é passarem muito tempo juntos desde o início. Em breve será capaz de compreender o seu bebé nos diferentes sinais corporais e ruídos. E o seu bebé será também capaz de compreender como você se sente, pelo seu toque e tom de voz. Este entendimento mútuo facilita o processo de amamentação.